sábado, 26 de novembro de 2011

Confusão dos sentidos ou qualquer outro enunciado !

No puteiro das palavras todas são recalcadas, assumidas e descaradas... Seja no celeiro ou no curral todas fedem e são menosprezadas. Comparadas com as infecciosas ideologias criadas por lideres de um segmento sem fundamentos e sem um real rumo, todas são frutos da desordem aliadas aos desejos irreais, enfim promíscuas todas sobrevivem da prostituição de seus pensamentos....

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Da noite para uma doce madrugada...

Em busca da criatividade me vejo preso aos acontecimentos da minha vida e não sei por qual motivo eu só consigo escrever pela madrugada, pode ser pelo silêncio e pela paz que a longa noite me transmite, mas eu sinceramente não sei, poderia ficar em duvida por também nunca ter tentado escrever pela manhã ou tarde, mas me falha a memória...

As vezes eu penso em levar junto comigo um caderno, novo ou velho que simplesmente clame pelo deslizar de uma caneta preta qualquer,... vejo, sinto e ouço as palavras, elas vem de um momento ou por uma lembrança e são donas de uma intensidade que faz a minha cabeça rodar e ficar vagando no infinito pela combinação de outras palavras, assim são criados meus texto que logo eu não tenho nenhum lugar para expressa-los e eles vão tão rapidamente embora como vieram...Já se foram e se perderam no mesmo caminho que eu tentava fortalece-los, mas infelizmente eu me desapeguei do papel e da caneta, não criei o habito apesar de amar escrever, mas só as minhas redações à caneta e mesmo assim não substituo a comodidade oferecida pela boa e velha internet, procuro pelo dicionário de sinônimos e as formas corretas de se escrever e concordar, sem dispensar à meneara de se conjugar ou acentuar !

Assim mais uma noite comum passa a vez para a doce e bela madrugada... do vagar de alguns sentimentos sem rumo e mais uma vez o sono perdido em troca pela informação, mais uma vez o descanso foi substituído pelas longas rodadas de sinuca na internet, sem conhecer meus adversários simplesmente jogo e não quero conversar, quem sabe alguma musica de qualquer estilo que não movimente muito essa madrugada que já arde em calor das saudades de um dia quente que já passou, agora o vento entra pela larga janela e resfria a minha insônia que luta ate seus últimos momentos de glória, mas ela enfim desiste e se rende ao próprio sono para descansar e amanhã novamente me atordoar.


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Enquanto o bolo esta no forno...

Engraçado que ao ler sobre culinária me despertou essa vontade de cozinhar incontrolável e pelo visto estendi à tolha de mesa e optei por fazer um bolo, sim um bolo, adoro fazer bolos e preparar massas doces e salgadas. E quanto à presença de homens na cozinha as mulheres podem sim ficarem calmas e relaxaram, pois na minha familia cozinhar é coisa natural...

Enfim... Bolo... pena que eu deixe-me levar pela praticidade, onde o primeiro rotulo de massa para bolo pronta não escapou das minhas mãos, mas nem é preciso grandes dotes culinários para incrementar qualquer prato desde que ele seja congelado ou semi-pronto...Claro que toda à intimidade leva ao sucesso, desde como bater à massa, quanto tempo ela deve levar ao forno, alguns condimentos além da massa pronta e claro o toque final uma bela cobertura de chocolate, essa não é semi-pronta muito menos congelada e ai sim desfrutar dos belos e saborosos tipos de gordura que dão um toque especial em todo produto industrializado, mas não vamos perder a magia do ato de cozinhar, seja ele qual for, só precisamos mostrar-mos disposto para encarar facas e colheres, legumes e verduras, massas e cereais e por ai vai pelo infinito mundo dos sabores e desejos que essa bela arte pode nos levar...

Uma breve recordação da minha infância é pela presença dos bolos em minha nostalgia gastronômica, onde minha mãe sempre caprichou no preparo dos bolos, mas eles nunca superaram os limites de uma culinária humilde, onde não existiu nenhum bolo mirabolante que possuísse dois ou mais tipos de recheios e coberturas...lembro também da minha avô, Dona Diva, eternizada... mas minha avô que eu me lembre nunca me preparou nenhum bolo, ela adorava doces em geral e suas habilidades eram voltadas para os pudins e os manjares...

Por fim de tanta agua na boca restou-me desfrutar um belo e saboroso bolo de preparo rápido para consumo imediato, claro que ao esfriar e um belo café como ele deve ser, sem nenhuma adição de açúcar para não perder o gosto amargo de um bom café passado na hora e nada de adoçantes também, chega de produto industrializado...

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

O melhor do Jô !

Enfim novas madrugadas que ja passaram, mas vale lembrar para aquelas noites em casa onde procuro um conteúdo de respeito na televisão só mesmo o Jô Soares para me fazer rir às altas horas, extrovertido, brincalhão, carismático, verídico, sempre entusiasmado, hilário, risonho, sorridente, nada previsível ... Posso ficar aqui horas escrevendo e buscando por adjetivos que façam parte de sua personalidade diante das câmeras, mas nada o desbanca de sua cadeira em seu programa de entrevistas, seja quem for... padre, filosofo, cantor, boêmio, estilista, percussionista, escritor, reporte, medico, cientista, qualquer um ou até mesmo um programa de televisão : documentário, até outro 'talk-show', telejornal, novelas, seriados, programas de esporte, debates, desenhos, filmes e o melhor nenhum Reality show, ou seja nada o deixa menos interessante ou rouba sua audiência de um publico bem variado.

Todo esse texto tem um sentido, sempre assisti ao Jô, mas ultimamente não tenho conseguido acompanhar suas entrevistas como Marcelos Tas, O Rappa, Pedro Bial entrevistando o próprio, José Wilker, Pelé, Alcione, Ziraldo e por ai vai....então restou-me o youtube.com e seu próprio "blog" que contem as ultimas entrevistas como já citado e também pela entrevista do dia 15/11/11, onde Jô fala do lançamento do seu livro As esganadas... de cara da para perceber um forte trabalho do Anfitrião, mas ele é detalhista e a obra passa no anos de 1938 no Rio de Janeiro em plena ditadura ou melhor o Estado Novo como foi destacado na entrevista, mas vale lembrar as características que são muito similares as da Ditadura Militar : Centralização do poder, nacionalismo, anticomunismo e a força militar nas ruas....
Voltando... seus detalhes são tão fortes que ele brinca incansavelmente com os sinônimos...um bom exemplo dos detalhes é quando A Gorda saia da Confeitaria Colombo após o chá tarde e claro foi a ultima freguesa a deixar a Confeitaria e esta toda suja e lambuzada.... Falou que é o mais tradicional e em seguida fala das ruas do RJ, onde a Gorda segue pela Gonçalves Dias ate a  Rua do Ouvidor...Enfim o livro trata de assassino que seleciona suas vítimas pelo peso e a beleza, quanto mais gorda e bonita melhor ! E a trama tem como curiosidade também as fabulosas magias da gastronomia, onde é a arma fatal para as vítimas que são encantadas e seduzidas pelos belos doces portugueses....

Ah Jô Soares é eterno antes de morrer, suas entrevistas são ricas em conteúdo e não há monotomia diante de qualquer debate, na duvida opte pelo melhor, Jô !

Péssima ligação e o pior é quem efetuou !

Que péssima brincadeira, onde poderia imaginar que alguém ligaria para o celular da minha namorada e contaria uma enorme mentira em apenas poucas palavras ?
Da ate para brincarmos um pouco com essa situação...

 "Poucas palavras e muitas mentiras, contadas tão poucas informações em uma curta ligação..."

Continuando... Como podemos acreditar naqueles que se dizem colegas e amigos que brincam com sentimentos tão serios, ou melhor testam a complexidade da segurança dos sentimentos alheios... Brincar de passar trote ficou na passada infância de todos, onde duvido quem nunca fez tal brincadeira, mas quando envolvemos sentimentos verdadeiros e pessoas que são regidas por esses sentimentos, mal sabemos o que podemos provocar...
Pena que o numero estava restrito, pena que a pessoa não se identificou... que pena, pois eu posso jurar que essa pessoa se arrependeria de doer em seu caráter...

Podemos então simplesmente trocar o número do telefone, claro e só confiar aos verdadeiros amigos... porque uma perseguição, duas ligações misteriosas já somam um incomodo em nosso dia a dia.

Agora eu te pergunto e contesto seu fato :
 Traição ? Onde e quando ? Qual pessoa ? Qual motivo ?
E o pior, logo eu teria traido minha namorada com outra mulher, mas porque um HOMEM ligaria e se tal pessoa se julga HOMEM de CARÁTER, porque não me procurou ou procuraria a minha namorada para então fazer uso da verdade que essa pessoa não identificada ousa em sustentar essa traição ?

Grande decepção, mas o que me resta é deixar essa brincadeira de péssimo gosto para lá... do que vale me preocupar sem ter com o quer ser acusado...

Triste chuva, que veio e que passa !

Porque nosso verão é bem definido e o nosso inverno também?

"...Somos um País Tropical abençoado por Deus..."

 Aqui no Rio de Janeiro já estamos no terceiro dia de chuva e ela não parece ir embora, mas o pior é lembrar que estamos em plena primavera e a natureza ousou em destruir o feriadão de muitos moradores do sudeste, sorte a minha que não programou nenhuma viagem e simplesmente deixou o tempo passar e a chuva lavar à alma !

Chuva que vem e que embaça, desde a paisagem de arvores sendo balançadas pelos ventos fortes e frios ate os carros mais antigos em seus velhos parabrisas...

Doce vontade de se tacar no sofá e assistir qualquer filme, lógico que esse climinha chama varios outros climas, principalmente aquele de ficar agarradinho com a pessoa amada e curti uma boa comedia ou aquele suspense que beira as margens do terror...
Frio, quando nós menos o esperávamos ele apareceu, é fácil lembrar daquela roupa no varal ou a janela da sala que ficou la aberta em busca de um ar fresco enquanto você saiu e jurou que não ia chover...

- Ahh, não vai chover, ja choveu ontem e essa madrugada toda, nada mais de chuva... triste recordação !

Boas lembranças também de um jogo de futebol, onde a brincadeira é denominada de gol a gol, aquele chuva forte caia e simplesmente eu e um amigo ficamos na quadra de esportes da escola jogando por um bom tempo o futebol, era final de ano como agora e chovia tão forte como hoje... Doce nostalgia !

Chuva pode lavar nossa alma e fazer de nós como livres das preocupações, simplesmente pelo cair de cada gota que me escraviza na missão de olhar em direção do céu em busca de um raio de sol...
O cair de cada gota realmente é impressionante, quem nunca ficou estatizado por minutos ou ate uma hora, não mais do que isso para contemplar um ato tão repetitivo da natureza... aquele ar fresco como calmante natural, mas chega, chega de chuva e de monotomia !

Simplesmente vivemos um BREVE PAUSE nas ondas de calor, onde logo logo iremos pedir esse tempinho chuvoso novamente, mas não agora... já é quinta feira e no domingo o quebrar de muitas ondas e belos raios de sol me esperam, então chuva que veio e que passa que se vá o quanto antes...

sábado, 12 de novembro de 2011

Breve insônia !

Perdido em uma doce madrugada com gosto de ardência nos olhos e saturação de um vazio sem igual, porque algumas pessoas estão sempre vagando e procurando algo de interessante enquanto nossos corpos pedem descanso e nós nos iludimos à procura de qualquer felicidade instantânea ?
Pagamos um preço tão alto ao negar aquele breve repouso e o recarregamento de nossas energias, mas nunca nos damos conta. Então inconscientemente aceitamos todas as perdas e encaramos tranquilamente...
Algum filme, programa de entrevistas, aquela noite de barzinho, carro rodando sem destino ou balada de gastar tudo o que temos onde o objetivo é sempre relaxar e conhecer pessoas novas, onde muitos tipos de pessoas podem nos envolver e provocar diversas experiências, seja aquela ótima conversa sentado no barzinho acompanhado primeiramente do chopp da Brahma e posteriormente por alguém que vem ate você simplesmente por um comentário ou acontecimento de terceiros...
Ainda sim uma boa noite de experiências do mundo real sempre vale mais do que qualquer noite de sono, agora sou meio contraditório... um mal que condeno a todos os homens e não é por "racismo", mas principalmente as mulheres, claro que as que me rodeiam, são contraditórias à maioria, mas enfim... vale concluir que ate para escrever esse breve artigo ja estou perdendo uma parte de uma noite de sono, onde amigos foram deixados de lado, namorada e como ja citado à própria noite de sono, já são quase uma hora da manhã e ando perdido e sem rumo, onde participo do intervalo da natureza onde o sol já se  pós ate a hora de seu nascer, sem se falar da bela companhia da voz de Clara Nunes cantando 'O Ultimo Bloco', onde ela segue a multidão acompanhada de seu violão, se entregando ao carnaval...Vale lembrar que a música é de autoria de Mestre Candeia, um grande sambista muito pouco conhecido e claro que o cd todo é de Candeia na bela voz de Clara Nunes e todo seu charme e sua grande sensibilidade diante dos sambas !
Mais um motivo de perder uma noite de sono, admirar grandes compositores e interpretes de suas musicas, sempre me perco e hoje é dia de Clara Nunes Sindorerê, sindorerê !
Bom mesmo seria eu parar de falar dos vários motivos de uma breve insônia, mas aquela estrela que brilha la fora quer me iluminar na noite de sono e o melhor é deixa-la cumprir seu trabalho... 
Boa noite !

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Um tempo longe disso tudo

Enfim internet, agora sim posso respirar esse "ar" contaminado de informações na velocidade do tempo real, basta... essa exclusão proporcionada à dedicação tem seus Prós e Contras, o lado bom o nome já diz... D-E-D-I-C-A-Ç-Ã-O, você torna tudo o que deseja ao alcance de suas mãos, mas acaba se excluindo de sua vida social para isolar-se em um mundo onde à aprovação é incerta, BASTA novamente, esse ano já passou e devo esquecer algumas provas mesmo tendo em vista a UERJ e a tão sonhada faculdade de geografia...

Um pouco afastado dessa livre forma de escrever sinto-me ate inseguro sobre o que falar, reclamar ou aplaudir, mas hoje vi um filme que mudou um pouco mais a minha visão sobre alguns artistas... "As melhores coisas do mundo", antes pensava que o filme era coisa de adolescente indeciso e confirmei a minha teoria, mas o engraçado foi esperar por grandes atuações de Caio Blat, Paulo Vilhena, Denise Fraga e ate do Zé Carlos Machado, os grandes nomes do filme e foram os que menos representaram, mas lógico que deram aquele "Q" no filme, enfim... o filme passa os conflitos de um colégio que vive a beira dos vexames e das grandes decepções provocadas pelo uso errado da informação pessoal de cada um, onde os irmão Mano e Pedro representados por Francisco Miguez e Fiuk vivem dois grandes vexames, possuem um pai gay, o que é motivo de chacota da escola e o Pedro, vive um amor doentio.... ele foi abandonado por sua namorada e entra em depressão, mas o contexto é que todos que possuem esses vexames se reúnem para fazer uma chapa com o intuito de conscientizar as pessoas sobre o uso correto da internet e das redes sociais, uma boa visão para um filme que apresentava muitos aspectos de um publico muito infantil.... enfim gostei e recomendo !


Para fechar, é muito bom estar de volta, mas infelizmente por pouco tempo, final de ano é bom para trabalhar e hoje o telefone já tocou com uma boa noticia... apesar dos contras o final do mês sempre será favorável em visão da conta bancaria, agora devemos deixar de lado essa consciência capitalista, mas também não podemos querer um mundo mágico sem consumo onde todos somos filhos do capitalismo e não podemos negar nossas origens...