terça-feira, 22 de novembro de 2011

Da noite para uma doce madrugada...

Em busca da criatividade me vejo preso aos acontecimentos da minha vida e não sei por qual motivo eu só consigo escrever pela madrugada, pode ser pelo silêncio e pela paz que a longa noite me transmite, mas eu sinceramente não sei, poderia ficar em duvida por também nunca ter tentado escrever pela manhã ou tarde, mas me falha a memória...

As vezes eu penso em levar junto comigo um caderno, novo ou velho que simplesmente clame pelo deslizar de uma caneta preta qualquer,... vejo, sinto e ouço as palavras, elas vem de um momento ou por uma lembrança e são donas de uma intensidade que faz a minha cabeça rodar e ficar vagando no infinito pela combinação de outras palavras, assim são criados meus texto que logo eu não tenho nenhum lugar para expressa-los e eles vão tão rapidamente embora como vieram...Já se foram e se perderam no mesmo caminho que eu tentava fortalece-los, mas infelizmente eu me desapeguei do papel e da caneta, não criei o habito apesar de amar escrever, mas só as minhas redações à caneta e mesmo assim não substituo a comodidade oferecida pela boa e velha internet, procuro pelo dicionário de sinônimos e as formas corretas de se escrever e concordar, sem dispensar à meneara de se conjugar ou acentuar !

Assim mais uma noite comum passa a vez para a doce e bela madrugada... do vagar de alguns sentimentos sem rumo e mais uma vez o sono perdido em troca pela informação, mais uma vez o descanso foi substituído pelas longas rodadas de sinuca na internet, sem conhecer meus adversários simplesmente jogo e não quero conversar, quem sabe alguma musica de qualquer estilo que não movimente muito essa madrugada que já arde em calor das saudades de um dia quente que já passou, agora o vento entra pela larga janela e resfria a minha insônia que luta ate seus últimos momentos de glória, mas ela enfim desiste e se rende ao próprio sono para descansar e amanhã novamente me atordoar.


12 comentários:

  1. Sabe o que acontece de madrugada? A gente se encontra. E nos encontramos com muitos outros, por uma força que a gente não vê e não sente, mas nos encontramos, e nesses encontros, encerramos mais um ato, mais uma cena e damos coesão a algumas de nossas buscas. De madrugada tem aquilo que a gente realmente precisa, tem a gente no singular e não um nós. Por isso, a madrugada é escolhida por tantas outras mentes brilhantes para ser a companhia! De resto, a madrugada é fuga do nosso corpo... ♥

    ResponderExcluir
  2. Escreves de uma forma maravilhosa..
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. LINDO POST!ADOREI PARABÉNS! VENHA CONHECER O MEU BLOG...VC VAI GOSTAR mairacintra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. já passei por aqui
    provasetrapacas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Que interessante este cantinho seu... E como você atualiza, hein? Até senti uma 'invejinha boa'! rsrsssssrsrsr
    Te sigo! Garanta seu lugar na Área Vip em "Sinais de Mim" também... É só clicar em seguir! ^^
    Besos,
    TL.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom seu texto! (:
    Seu Blog é bem característico seu neh? haha
    Gostei daqui, abração.

    papeldeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Resume bem o cotidiano de um escritor! Ou aspirante a escritor, como eu!



    http://umlivroqualquer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ando sempre prevenido, com papel e caneta, pois a qualquer momento aparece a inspiração para escrever. A inspiração não tem hora e nem manda recado.

    ResponderExcluir